domingo, dezembro 25, 2016

aquelas coisas que só quem entende é a gente, sabe?



Hoje me lembrei dos referencias e motivos iniciais que me fizeram criar uma página cheia de códigos na internet, o que me fez mantê-la e como eu me via diante do que eu construí. 

Final de ano tem dessas, eu sempre me autoavalio, confiro se cumpri com minhas metas pessoais, o que alcancei e as diferenças da Juliana de um ano atrás.

Foi no final de 2015 que tudo isso aqui começou a movimentar, animada com os resultados quis criar mais e mais, falando de coisas que eu gosto, escrevendo uns textos sobre como me sentia, falando de forma tímida sobre moda e alguns filmes que eu via.

O sucesso estabilizou e me frustrei com a diminuição de interação que tínhamos, as pessoas somem e eu não estou falando somente de quem me lia por aqui.

Comecei a me doar por inteira pra cá, virava noites fazendo posts que até tinham um conteúdo bom o suficiente para fazer as pessoas quererem estar aqui, divulgava da melhor forma para não aborrecer ninguém - o que é complicado, tem vezes que você cansa de ser educada e só quer lotar de spam pra fazer com que a pessoa vá até onde você pede e mostrar o quão bom é o que você faz, pode parecer prepotente, mas é a realidade - e até que eu conseguia trazer alguns, poucos ficavam, entretanto enquanto viesse resultado mesmo que pequeno já era satisfatório.

Teve um momento que eu só me cansei desse comércio complicado de troca de seguidores e comentários, todas minhas vontades de continuar com isso sumiram e eu só conseguia manter meu espaço que foi feito tão aos poucos a base de projetos fotográficos que se tornaram obrigatórios e cansativos para mim e textos escritos no ano de 2015, que não representavam nada como me sentia, mas era o que tinha.

De tanto falarem que o que eu tenho aqui é um blog, aceitei o título, mas Folhas de Outono não é um blog, é um site que eu criei para eu postar o que eu quiser, com as palavras que me fazem bem, do meu jeitinho, é a personificação de Juliana Beatriz online e porque eu não sei, mas eu sempre quis me projetar online. Talvez tenha sido as pessoas que cativei e ajudei durante anos em redes sociais e outros lugares na internet.

Aliás, nunca contei, mas o nome desse site é a tradução livre de uma música do Ed Sheeran, um cantor que eu gosto muito e que teve presença durante toda minha adolescência. A razão para levar esse nome eram minhas intenções de ter um lugar para que eu pudesse falar com algumas pessoas de forma livre, sem pudor e sem censura sobre o que eu gosto e acho de certas coisas, fugi totalmente disso e virei uma escrava do que as pessoas gostavam, mas não eu.

Hoje eu vi que perdi de ter registrado de forma mais sincera sobre alguns momentos que eu passei, situações divertidas que eu queria ler depois e fotos que eu realmente queria ter fotografia, esse site é mais para mim do que qualquer outra pessoa, é o MEU espaço e eu não abro mão de ser eu aqui. 

Se você, leitor antigo, quiser continuar pra talvez descobrir quem é que vos fala, seja bem-vindo (a).
Mas se você não curtir muito esses conteúdos novos que vai vindo aos pouquinhos, muito obrigada por ta aqui cumprindo seu papel, como eu estava.

Mesmo sendo totalmente leiga no assunto, eu vou falar mais de cinema e moda, eu amo muito esses dois tópicos. Vou também gravar alguns vídeos com cenas aleatórias, quem sabe eu não fale de coisas estranhas que eu percebo na literatura? Posso falar da sensação de ouvir 5 a seco as 04:50 am também, eu tenho muita coisa pra falar, 2016 não foi perdido porque registrou o que eu procurava pra cá mas hoje, números não tem a mesma importância de antes.

Queria poder garantir algo a você mas eu não faço ideia do que vai acontecer em 2017, vamos ver né.

8 comentários:

  1. Ahhhh, adorei o post! Eu entendo plenamente o que tu tá passando, já passei por isso também, um momento chato em que parece que tudo isso vira uma obrigação, né? Foi nessa época que eu passei um tempão longe do blog e aí quando voltei decidi postar sobre o que eu queria, afinal, como tu disse: esse é o nosso espaço, e não dos outros. A partir do momento que vira obrigação é porque algo tem que mudar, certo? Gostei muito de tudo que tu disse e espero que em 2017 o Folhas de Outono se torne tudo aquilo que tu mais quiser <3 (aliás, amei o fato do nome do site ser por causa do Ed!)
    Um beijão,
    Gabi do likegabs.blogspot.com ❣

    ResponderExcluir
  2. Olá!!!
    Adorei o post!!!!
    Também fiquei afastada do blog...
    Gosto de não ter assunto fixo...

    Feliz Natal!!!!!
    Beijos!!!

    http://diariodalulu.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Sei bem do que fala, mal comecei a produzir conteúdo e já passo um bom perrengue nessa de conseguir com que minhas palavras cheguem a mais gente, mas te desejo sorte e força pra continuar <3

    https://blognomorelies.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Eu voltei, e não poderia ser recebida melhor com um texto desses! Ahhhh, que saudade estava disso. De ler um post, comentar, falar com o escritor de coração. Eu não sei nem o que falar, porque quando dei essa pausa desse mundo on-line, eu me sentia exatamente assim. Eu acho que hoje em dia, os blogs tem que ser como você irá fazer agora: o blog tem que ser verdadeiro. Existem blogs e mais blogs sobre diversos assuntos possíveis,e então, como se destacar em meio desses milhares? Uma coisa que todos esquecem, é que ninguém é igual a ninguém, e é nessas pequenas diferenças, de gostos, opiniões, que o blog se torna diferente. E sinceramente, sempre gostei quando um site/blog era "pessoal", falava sobre coisas que realmente a pessoa gostava, amava, tinha medo, etc. Acredite, meus blogs preferidos são assim. Esse post abriu meus olhos de uma forma, que, nem consigo explicar. Irei me empenhar mais em transmitir o que sempre quis, e deixar aquelas outras opiniões de lado, muuuito de lado, e fazer o que realmente quero. Ju, sério, muito obrigada. E que venha essa nova fase!!!! Ansiosa, porque sei que trará coisas boas <3 Grande beijo
    Sentimentos Apurados

    ResponderExcluir
  5. Oi Ju, tudo bem?
    Então, quando perdi o Radioativa e comecei um blog novo senti que estava fazendo por obrigação, igualzinha a você. Então dei uma pausa, mas só piorou. Senti tanta saudade do meu espaço que acabei voltando. Eu te desejo toda a força do mundo pra que venha essa nova fase, como a Bia, também sei que trará coisas boas. Como uma leitora me disse uma vez "Recomeços podem ser divertidos" e podem mesmo. Beijo, meu bem ♥

    No more lies

    ResponderExcluir
  6. Olá! Também passei por isso já, fiquei um tempão sem postar, e agora voltei, mas só fazendo aquilo que gosto sabe? Sem sentir obrigação de nada!
    Que vc traga muitas novidades para o blog em 2017 e se divirta muito com isso!
    Beijo!

    http://booksmanybooks.blogspot.com.br/
    Facebook

    ResponderExcluir
  7. Sei muito bem como você se sente, o blog que tenho hoje foi criado para substituir um outro, onde eu só postava por postar, para ter um número bom de views, mas agora sei que nada gira em torno disso e tento ser eu mesma.
    Acho que já passei por aqui antes, perdi o nome talvez. Estou prontíssima para te seguir nesse caminho novo. Boa Sorte!
    Gostei muito da ideia da música acompanhando o texto ^-^

    npitoresco.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. caraaaaaaamba Ju, me identifico totalmente e você deve saber disso!!! As vezes me sinto exatamente dessa maneira, na verdade desde que entrei de férias que é quando eu tenho mais tempo de me dedicar ao meu blog comecei a me sentir assim, a gente se cobra demais, escreve sobre o que os outros querem ler e na verdade eu nem sei quem são os outros... Mas as vezes eu tenho uns surtos e me pergunto o por que estou preocupada em comentar o blog dos outros para receber visitas? Escrevo para mim porque adoro poder ler o que escrevi quando quero relembrar o passado e é quando me lembro disso que coloco o foda-se no modo on e escrevo e posto o que tenho vontade e o que me faz bem (As vezes não adianta e eu tenho aquelas recaídas de não ver nenhum comentário e me perguntar do porque estou publicando se posso deixar só no rascunho, mas pelo menos parei de fazer visitas e comentários falsos nos blogs dos outros)...
    Desejo um 2017 recheado de coisas boas para você e que nós duas podemos nos libertar das amarras dessa bolha da blogsfera!!

    P.S: Amo 5 a seco e sou dessas que fica escutando eles a 5 da manhã com a casa silenciosa vendo o sol nascer da minha janela.

    Beijinhos Bi

    http://janeladela.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

 
Layout criado e codificado para o blog Folhas de outono | Cópia proibida © 2016